Uma ligação fala mais que mil palavras

Agora que você passou pelo filtro dos 30 segundos, seu currículo foi selecionado e você irá uma receber uma ligação. Atenda!

Se você está distribuindo currículos, é importante que mantenha-se atento ao telefone, preferencialmente em horário comercial, que é quando as empresas costumam ligar. Neste momento, o recrutador está ligando para agendar a sua entrevista e algumas vezes para entender algumas questões do seu currículo.

Aqui vão 3 dicas importantes para que você tenha sucesso neste momento: 

Fale de forma profissional

Ouvir com atenção pode te ajudar a responder com mais segurança, portanto, procure um ambiente calmo para que você consiga responder de forma organizada, objetiva e cordial e certifique-se de que suas respostas foram realmente compreendidas. Use uma linguagem profissional e evite as gírias e esteja sempre preparado para anotar algumas informações.

Porém, recrutadores sabem que você pode estar no trabalho, no trânsito, ou em algum outro momento inoportuno. Em vez de seguir com a ligação sem estar preparado, explique a situação e pergunte se é possível retornar a ligação em outro momento.

 

O que nosso tom de voz comunica?

O tom de voz tem muita influência sobre a mensagem que queremos transmitir, e neste caso, é seu único recurso.

Você pode dizer a mesma coisa, em vários tons, no entanto, o tom de voz usado comunica de formas diferentes. Por exemplo, dizer: “-Sim, tenho interesse na vaga.”, com um tom de voz desanimador ou com aquela voz de sono, não vai passar a mesma credibilidade se você colocar mais energia na voz. Como o entrevistador não está te vendo, a sua voz vai refletir a sua disponibilidade.

60% da comunicação humana é não verbal – a linguagem corporal.

30% é seu tom de voz.

Isso significa que, neste momento, seu interesse na vaga está diretamente ligado ao seu tom de voz.

 

Não dê bolo no entrevistador

O que fazer quando perceber que você não se encaixa no perfil?

Pode ser que a vaga seja para alguém com menos experiência que você, ou que você não tenha a qualificação necessária para desempenhar o papel. Em ambos os casos, o melhor é ser transparente.

Se a sua suspeita se confirmar e você não tiver mesmo interesse em continuar, agradeça o recrutador e diga que está disponível para uma futura conversa caso apareça uma oportunidade mais adequada a sua experiência/qualificação/objetivo profissional. Não agende a entrevista mesmo sabendo que não vai comparecer. Se, no impulso, você acabou confirmando que vai, mas depois mudou de ideia, faça o mesmo: entre em contato, avise que não irá comparecer e agradeça. Isso mantém as portas da empresa abertas para você, caso queira se candidatas novamente.

Mas, se você agendou, e por algum motivo, teve de fato um imprevisto, ligue, explique e tente reagendar a entrevista.

 

A forma como você se mostra neste primeiro contato vai ser a sua primeira impressão e é dela que vamos nos lembrar para te ligar novamente em uma próxima oportunidade (ou não). Opte sempre pela transparência e sinceridade, até porque, qualquer desculpa que você pense em criar, a gente já ouviu antes. 🙂

197

Você também vai gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *